Os ciclistas, sempre eles!

Saiu hoje na Gazeta do Povo uma matéria sobre o acidente no qual uma ciclista foi atropelada por um ônibus. Tudo muito bem, tudo muito bom, mas olha só as infelizes declarações do comandante do BPTran:

O tenente-coronel Loemir Mattos de Souza, comandante do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), explica que a maioria das colisões são provocadas pela imprudência dos ciclistas. “O ideal é que o ciclista não use as ruas e não trafegue na canaleta. É proibido e perigoso”, diz.

Para coibir a prática, conta o comandante, o BPTran e a Diretoria de Trânsito (Diretran) fazem blitze periódicas em toda a cidade. “Alguns acidentes são provocados pelo excesso de confiança dos ciclistas. É importante que cumpram as regras de circulação, como trafegar pela direita. E usem sempre as vias secundárias, laterais”, explica. Outra dica é para que os ciclistas usem os equipamentos de segurança, como capacete.

Ora, mais uma vez, que tal o coronel largar o seu carro, com motorista, e que as vezes também usa a canaleta, e pedalar por Curitiba?

Os ciclistas são culpados por terem excesso de confiança? De onde ele tirou esta informação?

Além das contradições no texto citado acima, não sei se culpa da edição do jornal, ou das ideias que ele tem do mobilidade, na passa uma semana sem que tenhamos alguma declaração esdrúxula de alguma autoridade envolvida com o trânsito.

Legal, então, segundo os especialistas, os ciclistas não devem usar as ruas. Vamos andar nas calçadas e nas lindas ciclovias compartilhadas, que ligam nada a lugar algum.

Bicicleta, mesmo, é só para o lazer. Pensando bem, espero que os filhos dele não tenham uma bicicleta. Que frustração, só poder utilizá-la no parque Barigui!

Share