Pedal pelas represas Rio Verde e Passaúna

Quinta-feira (14/07) convidei o Luiz para um pedal, pois estamos em férias escolares. Sem destino, na hora resolvemos ir pela BR-277 até Rondinha e ali pegar estrada da Sereia. De quebra, passar pelas represa do Rio Verde e Passaúna.

Rodovia vazia, o pedal foi tranquilo pelo asfalto. Chegamos até a estrada da Sereia e resolvemos ir até o pontilhão sobre a represa do rio Verde, em Araucária, passando pela colônia Cristina. Desta vez nem pescadores tinham por lá. Paramos para tomar uma água e jogar mais um pouco de conversa fora. Quase na outra cabeceira da ponte, pudemos perceber que a ponte está muito mal conservada, acredito que algum caminhão tenha caído por ali, tal o estrago.

Dali seguimos por estradinhas em meio a plantações até chegar na estrada da Ferraria, agora novamente em Campo Largo. Neste trecho capturei alguns tracks que não estavam no mapa da região.

Na estrada da Ferraria para em um boteco para tomar uma coca-cola com chips de batata. Por curiosidade resolvi ler a embalagem. Descobri que, das vinte gramas de chips, dez eram apenas de gordura!

Agora seria asfalto até Curitiba passando pela represa do Passaúna e subindo alguns metros de desnível. No contorno resolvemos pegar a rodovia novamente e cortar pelo parque Barigui.

Pedal tranquilo, com muita conversa, tanto que nem deu para sentir o esforço, afinal foram 956 m de subida, 71,5 km, 3h34min de roda girando e 47 minutos parados. Média de quase 20 km/h. Sem fotos, pois esqueci da máquina!

Trajeto:

Track disponível em: Track do pedal.

Share