Primeiro pedal do ano: duas represas

Para começar bem o ano fomos, o Bixo, o Sartori e eu, pedalar pelas represas do Rio Verde, que abastece a Repar (Petrobras), e a do Passaúna, que abastece a região metropolitana. O caminho era novo para o Sartori e já conhecido da gente.

Seguimos pela BR-277 até a estrada da Sereia e a partir de certo ponto (Colonia Mariana) fomos, finalmente, por estradas de chão até a ponte que passa pela represa do Rio Verde, agora restaurada. Na ponte vários pescadores tentando a sorte. Paramos um pouco para um bate papo rápido e esvaziamento das bexigas…

Seguindo em frente e passamos por várias localidades de Araucária: Roça Velha, Igreja de Santo Estanislau, Colônia Cristina, até pegar um trecho que leva a Ferraria, agora em Campo Largo. Ali uma parada para uma coca-cola e amendoim para re-estabelecer as energias, apesar de que a minha energia já havia se esgotado fazia tempo.

Passamos pela represa do Passaúna, vazia, pois ali é proibido nadar, pescar, olhar, se aproximar, etc. Subindo o morro chegamos a Volvo e ali pegamos o contorno até a BR-277, novamente. Passamos por dentro do parque Barigui e após escalar a lazarenta da Cândido Hartmann (vejam o meu estado!), faltava apenas mais uma subidinha para chegar na Manoel Ribas, ali em frente do Hot Dog do Josias.

Dali até o Passeio Público, só descida!

Total do pedal: 72,5 km, 945 m de subida acumulada, média de 19,63 km/h. Nada mal para um começo de ano. Depois das viagens da turma, tem mais pedais este mês, antes de acabarem as férias.

Veja o track:

Duas represas no EveryTrail

Share