Roubaram a minha bicicleta

A sensação é estranha, demora até perceber que algo, que estava ali, bem à sua frente, sumiu. Eu a tinha deixado encostada no muro, junto com outras bicicletas, pois a garagem estava sendo limpa.

Quando voltei, não a vi mais. Engraçado, logo forma-se na mente a imagem dela, quadro prata, pneus e aros pretos, o manete do freio em alumínio com borrachas pretas para os dedos não escorregarem.

Fica um gosto amargo!

Corro para o computador para avisar os amigos, telefono para os mais próximos, correria.

Logo recebo uma ligação de alguém. Encontraram um cara com uma bicicleta parecida, igual a minha. Procuro a nota fiscal, onde anotei o número do quadro. Vou atrás.

O quarto esta escuro. Estou na cama.

Corro até a sala, com sono ainda.

A bicicleta está ali, no canto, coberta com um lençol velho, quietinha. Dormindo sossegada.

Talvez tendo sonhos melhores do que eu.

Share