5 livros que não mudaram a minha vida

Respondendo ao convite do Meandros e usando as suas próprias palavras é muito difícil relacionar livros que não mudaram a minha vida, ou por serem verdadeiras porcarias, ou por não acrescentarem nada, mesmo.

Como leitor voraz que fui, lia até bula de remédio, o que dirá livros. E mesmo em épocas muito conturbadas da minha vida, lia só por ler. Por um bom tempo lia os famosos best sellers apenas para descansar de uma leitura mais pesada.

Mas já que temos de citá-los, aí vão os que me lembro:

  1. Uma vida para seu filho, Bruno Bettelheim. Comprei, coloquei na estante e nunca li. Mais, ainda, depois da morte do autor, se não me engano por suicídio. Como não li ele não alterou a minha vida em nada!
  2. Aprenda a pensar com Leonardo da Vinci, Michael J. Gelb. Presente de amigo secreto, só podia dar nisto. É uma mistura de notas biográficas e auto-ajuda, tendo como pano de fundo da Vinci. Não cheguei ao final, desisti.
  3. Os best sellers.

Estes livros, principalmente os best sellers, que não mudaram a minha vida, pelos menos me permitiram uma breve fuga. Então, de certa forma, acabaram por me proporcionar algo bom.

Para continuar a corrente, faço a mesma pergunta para o Marcelo, Vinicius e o redtuxer.

Share