Quantos ainda irão morrer nas estradas?

Paixão cartunista

Paixão, Gazeta do Povo, roubado do Cartunista Solda.

O Zaka postou em seu blog sobre o trânsito violento. O pior ainda está por vir, pois neste final/começo de semana teremos o feriado de ano novo. Quantos ainda irão morrer até que se dê importância ao fato de que os carros são perigosas armas e seus motoristas devem sofrer as conseqüências dos seus atos?

Marco Jacobsen Folha de Londrina

Marcos Jacobsen, Folha de Londrina, roubado do Cartunista Solda.

Share

1 Comment

  • O pior são as campanhas hipócritas e os motoristas mais ainda.

    Na terça (Natal) eu voltei de uma cidade próxima onde fui passar o dia com familiares. Peguei um toró violento na estrada.

    Mesmo assim, vários motoristas insistiam em manter a mesma velocidade, como se nada houvesse.

    Mais de um caso eu presenciei de ultrapassagens com faixa dupla (mas não aquelas sobre pontes ou cruzamentos onde dá pra ver longe, eram em lombas ou curvas).

    Quer dizer: na hora de aparecer na TV todos são bonzinhos, sentam no volante e viram aquele personagem do Pateta, que pra mim é o melhor exemplo do motorista brasileiro.

    Falta de respeito com a sua e principalmente, com a vida alheia. Esse é o nosso problema, somado à impunidade (é sempre ‘sem intenção’). Enquanto esses irresponsáveis não assistirem o sol nascer quadrado, vai continuar a mesma coisa.

    Abraços!

Post a new comment

Your email will not be published.
Submitting comment...