Pedal com os Jacus de 2 rodas

Convite feito, convite aceito. Marcamos de nos encontrar na BR-277, logo após o parque Barigüi. Dos Jacus, apenas dois apareceram: o M. Hill e o M. Burns. Assim, nós três decidimos ir para a Colônia Dom Pedro e Campo Magro, região pela qual não havia pedalado ainda.

A região é muito bonita e apesar do tempo um pouco ruim, nuvens baixas e em alguns pontos garoa, vale a pena conhecer. Formada por pequenas propriedades de agricultores, toda a região é bem servida de estradas com boa pavimentação. Como havia chovido muito na noite do sábado, o terreno estava bem pesado, com as valetas cheias de água e as baixadas cheias de barro e lama. O que dá um pedal bom, bem técnico e muito cansativo.

Outra coisa característica da região são os morros: tem para tudo quanto é lado!

Isto é só um exemplo da bela região de Campo Magro.

Nem preciso dizer que a dupla pedala forte. Cheguei em casa morto, muito cansado, mas valeu a pena. Os dois impuseram um ritmo forte e não tive como não acompanhar, por isto as poucas fotos tiradas por mim. Se parasse para fotografar eles iriam sumir da minha vista! De contratempo apenas um pneu furado. M. Burns levou uma câmera de ar da “marca diabo”, aquelas que já vem com um furo e esqueceu da cola. Coisas da vida.

Quando saímos na BR-277 foi só alegria! Pedal forte até o posto, mesmo porque a fome estava apertando, a água já havia acabado e o meio-dia se aproximava.

Valeu M. Hill e M. Burns, até a próxima!

Share